quinta-feira, 5 de abril de 2012

Desculpa, pelo que? Por tudo, por ter entrado na tua vida, por ter sido sua amiga, por ter te dado meu número de celular, por ter te passado meu msn, por ter te colocado no meio da minha vida, por ter te colocado em primeiro lugar em tudo. Por ser tão ciumenta em relação a você, pelos sms bestas logo de manhã, por te encher sempre que não tenho nada pra fazer, por não pedir pra você ficar, por não demonstrar. Por não te abraçar sempre, por nunca ter falado que te amo, por nunca ir aí assistir filme com você, por te zoar. Desculpa por ter feito tudo isso e ainda mais, desculpa de verdade. Desculpa por parar a tua vida, por estar no teu caminho, por ter pausado sua vida e não ter deixado você viver, por não deixar você sair. Desculpa por ter tanto, tanto, mas tanto ciumes, por eu ser fria, por eu ser besta, por eu não saber o que falar, por não saber elogiar, por não conseguir olhar nos teus olhos ou se quer ficar abraçada com você. Me desculpa, de verdade, não sei porque, mas esses dias me sinto culpada de tudo. Sou culpada por sua dor de cabeça, por suas dores nas pernas e nas costas, por ter medo do escuro, pelas dores de cabeça e de estômago. E, também, me sinto como se te atrapalhasse de viver. Como se tua vida estivesse uma grande merda por eu estar nela. Me desculpa, de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário